Blog

Vila Velha é a cidade onde imóveis mais se valorizam


06/08/2018

Município é líder no Estado, com alta de 1,4% de janeiro a julho. Já Vitória é a segunda capital do Brasil com maior aumento de valor


Na contramão da média nacional, o Espírito Santo tem se destacado quando o assunto é valorização dos imóveis.


Com aumento de 1,4%, Vila Velha registrou a maior valorização no Estado e a terceira maior do Brasil no acumulado deste ano (de janeiro a julho) — São Caetano do Sul (SP) e São Paulo (SP) são a primeira e a segunda colocadas, respectivamente.


Já no acumulado dos últimos 12 meses, Vitória é a segunda capital do País onde os preços mais subiram : alta de 2,28%, atrás apenas de Florianópolis (SC), com 3,11%. Além disso, está em quinto lugar contando somente os sete primeiros meses deste ano (+0,98%).


Os dados são do Índice FipeZap, divulgado ontem, que monitora o comportamento do preço de venda de imóveis residenciais em 20 cidades brasileiras — no Estado, Vitória e Vila Velha são analisadas.


Já o desempenho nacional foi bem diferente dos observados nos municípios capixabas. A média do País nos últimos 12 meses teve uma queda de 0,38%. Considerando só de janeiro a julho de 2018, a baixa foi de 0,23%.


Para ser ter uma ideia, Rio de Janeiro (RJ), que possui, disparadamente, o metro quadrado mais caro do Brasil (R$ 9.512) , teve quedas bruscas, tanto no acumulado dos últimos 12 meses, quanto no acumulado só deste ano — 4,57% e 2,46%, respectivamente.


Metro quadrado


Vitória ficou com o 10º preço médio do metro quadrado mais caro do País, com R$ 5.770. Os cinco bairros mais valorizados da capital do Estado são, na ordem: Barro Vermelho (R$ 6.957), Mata da Praia (R$ 6.952), Praia do Canto (R$ 6.602), Enseada do Suá (R$ 6.251) e Morada de Camburi (R$ 5.902).


Já Vila Velha possui o terceiro metro quadrado médio mais barato entre as cidades pesquisadas, com R$ 4.704, atrás somente de Goiânia (GO) e Contagem (MG).


Prova disso é que dos cinco bairros com os preços mais baixos no combinado Vitória/Vila Velha, quatro estão no município canela-verde: Jockey de Itaparica (R$ 2.540), Boa Vista (R$ 2.461), Vale Encantado (R$ 2.336) e Riviera da Barra (R$ 2.015). O único “intruso” é o Centro de Vitória, que registrou R$ 2.452 no metro quadrado.